Compartilhar:

A Procuradoria-Geral da República avalia pedir perícia no celular de Sergio Moro no inquérito pedido ao Supremo Tribunal Federal para investigar as afirmações, feitas pelo ex-ministro, apontando interferência política de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

O inquérito foi pedido pela PGR ao STF na última sexta-feira (24), logo após a entrevista em que Moro entregou o cargo e acusou o presidente da República de intervir na PF.

A solicitação está sob análise do ministro Celso de Mello, que foi sorteado para relatar o caso. Decano do STF, o magistrado ainda não autorizou a investigação, mas tanto a PGR com o Planalto acreditam que ele dará o sinal verde.

A PGR vai aguardar o depoimento de Moro na investigação para só depois decidir quais novas medidas tomará. E, entre essas novas medidas em estudo, está a requisição do celular do ex-ministro para perícia.

A PGR avalia também que o ex-ministro pode colocar o seu celular à disposição, oferecendo o aparelho para a perícia sem necessidade de um pedido. Aliados de Moro acreditam que é isso que ele fará, mas que ele não comenta o tema nem mesmo em privado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *